Dicas de Saúde

Entenda os cuidados com a saúde dos idosos no verão - Dica de Saúde

O verão começará oficialmente no Brasil no próximo dia 21 de dezembro. De acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) o período requer cuidados com a saúde para que seja mantida a qualidade de vida até a próxima estação. 

Cada indivíduo reage de maneira diferente ao calor. No caso dos idosos, a geriatra e vice-presidente da SBGG, Maria Alice Toledo, esclarece que esta parcela da população pode apresentar menor capacidade de se adaptar à elevação dos termômetros devido ao processo de envelhecimento, o que justifica a necessidade de maior atenção à saúde para evitar problemas como a desidratação e a hipertermia. 

Essa última condição, também denominada popularmente como insolação, ocorre quando a temperatura do corpo fica acima de 37,4 Cº, 1.4 a mais do que o normal, que está em torno de 36 Cº. 

Entre as alterações no organismo que ocorrem com o envelhecimento, a geriatra destaca a redução da sensação de sede; bem como na percepção do calor e na capacidade de eliminar o calor do corpo (termólise). 

Usufrua do verão com saúde e qualidade de vida na velhice.

• Beba grande quantidade de água - o ideal é consumir no mínimo 2 litros ao longo do dia 
• Procure abrigo em lugares cobertos e arejados ou em áreas que possuam ar condicionado 
• Vista-se com roupas leves, frescas– como as de algodão e cor clara. Óculos de sol e bonés também são aliados na proteção do corpo contra o calor 
• Evite atividade física extenuante na parte mais quente do dia (entre as 10 da manhã e às 16 horas) – em especial a prática de esportes ao ar livre neste período 
• Filtro solar e banhos mais frios são alguns dos cuidados com a pele 
• Evite tomar cafeína e álcool, pois são bebidas que contribuem para desidratação 
• Evite refeições quentes. Privilegie alimentos como as frutas, verduras e legumes, pois são fontes de vitaminas, minerais e fibras, além de serem alimentos mais refrescantes. Sorvetes também devem ser lembrados neste período 
• Alimente-se com uma frequência de 3h em 3h 
• Lavar e armazenar os alimentos de forma adequada ajudam a evitar contaminação, vômitos e diarreia. 

Riscos & recomendações 

De acordo com Dra Maria Alice os sinais clássicos de complicações do calor como a desidratação são lábios e língua secos e diminuição da quantidade de urina. 

Podem também ocorrer alterações de comportamento (agitação ou apatia; confusão mental), dor de cabeça, tonturas, fadiga e mal-estar. Os sintomas de alerta para hipertermia são contraturas musculares, náuseas, vômitos, dor de cabeça, fraqueza, tonturas ou até convulsões. 

As recomendações são mover a pessoa para um lugar fresco, de preferência com ar condicionado; deitá-la para que repouse, remover roupas apertadas e desconfortáveis; oferecer água se a pessoa estiver consciente e procurar imediatamente ajuda médica.

Procure sempre orientação médica.

primeira página 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 última página

CSPM 2020. Todos os direitos reservados | Produzido por: Agência CS Digital