Dicas de Saúde

Alimentação balanceada mantém o fígado saudável e o corpo livre de toxinas - Dica de Saúde

Brócolis, abacaxi e laranja são apenas alguns dos alimentos que ajudam na desintoxicação do organismo.

O fígado é um órgão que efetua diversas funções diferentes, todas ligadas ao bom funcionamento das atividades metabólicas. Age em diversos processos do organismo, destruindo, processando e reconstruindo elementos. Ele também bloqueia substâncias que podem fazer mal ao organismo, pois possui uma ação antitóxica extremamente importante e tem papel vital no transporte de nutrientes, essencial ao equilíbrio do organismo.

Não é força de expressão dizermos que o funcionamento inadequado do fígado - causado por hábitos de vida nocivos - influencia a saúde e a aparência. Se a sua alimentação não é das mais equilibradas, vale a pena repensar o que anda compondo seu prato. Uma alimentação desbalanceada e inadequada - repleta de alimentos gordurosos, conservantes, agrotóxicos, refinados (farinha branca e açúcar) e bebidas alcóolicas - sobrecarrega o órgão responsável por efetuar a limpeza do nosso organismo. Ele acaba sofrendo com as consequências de diversas doenças e tornando-se deficiente em uma de suas funções, o de detoxificar o organismo. A detoxificação é qualquer processo de eliminação de substâncias tóxicas do organismo.

Uma pesquisa feita em parceria entre a Universidade de São Paulo e a Universidade de Campinas constatou que as mulheres brasileiras andam comendo muito mal e que os efeitos a longo prazo podem ser devastadoras para a saúde e para a qualidade de vida. O exagero no consumo de gorduras e açúcares torna o organismo vulnerável a doenças oportunistas, como o diabetes e a obesidade.

Além disso, o consumo excessivo de calorias - que leva ao ganho de peso e ao aumento da circunferência abdominal - gera um quadro chamado de esteatose hepática, que nada mais é que excesso de gordura no fígado. A consequência pode ser a inflamação do fígado (hepatite gordurosa), que pode culminar em cirrose hepática. A incidência da associação dessas doenças triplicou nos últimos anos.

Alguns sintomas podem estar relacionados ao mau funcionamento do fígado. Fique atento a: 

- Boca amarga;
- Fadiga;
- Má digestão; 
- Olhos amarelados. 

Outros sintomas podem passar despercebidos, pois o fígado é um órgão que só dá sinais de que algo não vai bem quando a agressão e a repetição dos hábitos nocivos são extremas.

Controle no prato

Para a nossa sorte, não é preciso transformar o prazer de comer em tortura para se nutrir de maneira adequada. Em geral basta incluir em sua alimentação diária as seguintes combinações: 

- Três a quatro porções de frutas e vegetais;
- Uma porção de leguminosas;
- Uma a duas porções de proteína magra;
- Quatro a cinco porções de carboidratos integrais, de preferência;
- Uma porção de gordura saudável.

Alimentos detoxificantes

Alguns alimentos têm um efeito claramente purificante em certos órgãos, especialmente no fígado, rins e trato digestório - que processam toda a comida que ingerimos. Quando esses órgãos operam de forma eficiente, a digestão e a maneira que o nosso organismo utiliza os nutrientes melhoram.

O resultado aparece na balança, na aparência e especialmente na sensação de bem-estar. Uma ótima maneira de estipular um plano de perda de peso é incluindo esses alimentos em sua alimentação diária, eles detoxificam e melhoram a digestão. Alguns exemplos são: abacaxi, kiwi, uva, pêssego, maçã, damasco, melão, pera, manga, mamão, ameixa preta, cereja, frutas vermelhas, laranja, limão, grapefruit, batata doce, cebola, alho-poró, alho, cenoura, beterraba, pepino, abobrinha, brócolis, alcachofra, aspargo, endívia, espinafre, agrião, couve-lombarda, azedinha, aipo, alga marinha, psilio, lentilhas, alfafa, semente de girassol, ostras, camarão, fígado, ovos, água, gengibre, entre outras.

Procure sempre orientação médica.

primeira página 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 última página

CSPM 2019. Todos os direitos reservados | Produzido por: Agência CS Digital