Dicas de Saúde

Cuidados com a higiene bucal do idoso - Dica de Saúde

Idosos precisam de cuidados especiais para os dentes. Na terceira idade, as pessoas são mais propensas a sofrer de uma série de problemas de saúde bucal resultantes do processo de envelhecimento natural, bem como os altos custos de cuidados de saúde e a incapacidade de fornecer cuidados adequados de higiene dental a si mesmos. Esses fatores, combinados deixam muitos idosos em risco de ignorar as cáries dentárias e infecções até que não haja outra alternativa senão a extração dos dentes, um dos poucos procedimentos odontológicos disponíveis para quem não tem dinheiro disponível.

Cuidados com a boca do idoso
Antes da perda do dente, idosos podem passar por alta sensibilidade ou descoloração dentária devido a uma perda de esmalte e da dentina ( tecido duro abaixo do esmalte), ou deterioração da raiz causada pela recessão gengival. Os idosos são mais propensos à doença periodontal (gengivite) resultante de práticas inadequadas de higiene dental, má alimentação, aparelhos dentários mal ajustados e/ou doenças como câncer ou diabetes. Na verdade, a estrutura óssea de suporte para os dentes, incluindo a mandíbula, pode mudar, o que pode causar estragos na mordida de um idoso e pode contribuir para a cárie dentária. Os idosos também são mais propensos a sofrer de inflamação do tecido gengival, síndrome da boca seca (muitas vezes causada por medicamentos) ou doenças fúngicas, causando úlceras e manchas esbranquiçadas nas membranas da boca devido ao seu efeito sobre o sistema imunológico.

Cuidados que idosos devem tomar com os dentes
Idosos precisam de tomar certos cuidados especiais com os dentes para não terem que gastar fortunas com a solução do problema. (Foto: Pro Dental Dallas)

Odontologia para idosos: higiene dental
Escova, fio dental e enxaguante bucal devem ser usados adequadamente para manter a higiene dental, conforme orientado pelo dentista. Podem ser usadas escovas de dentes especiais para limpar áreas difíceis de alcançar da boca, ou com cercas mais sensíveis para idosos que estejam em situações de cuidados especiais.

Quem cuida de um idoso ou o próprio idoso deve estar ciente dos sinais de advertência que indicam que a boca, os dentes ou as gengivas podem estar em perigo, incluindo a sensibilidade dos dentes, os dentes rangendo ou desgastando, a dor, as feridas na boca, traumas, o inchaço, os dentes soltos, a mandíbula estalando, a dificuldade em matar a sede, e dificuldades na deglutição ou na mastigação.

Um idoso deve visita o dentista tão frequentemente quanto recomendado para exames regulares de higiene dental.

O idoso e seus cuidadores devem manter aparelhos dentários em boa conservação, tais como próteses e pontes dentárias corretamente.

Qual a região do dente é mais acometida por cárie em idosos?
Com a idade, a gengiva do idoso tende a se contrair, expondo mais da raiz do dente. Como essa região é é menos protegida pelos tecidos duros da coroa do dente, ela está mais propensa a sofrer com cáries. O idoso que toma os cuidados de higiene bucal básicos pode evitar a recessão da gengiva, prevenindo as cáries causadas pela exposição da raiz dos dentes.

Cuidados especiais para os dentes dos idosos
Se escovar e usar fio dental são difíceis para o idoso, tente alongar a escova de dentes com o equipamento apropriado, ou tenha alguém para ajudar ao idoso. É possível também tentar usar um pano macio ou gaze para remover detritos dos dentes, enxaguando freqüentemente. Use este método até que o idoso seja capaz de escovar os dentes novamente. Pessoas que sofrem de artrite ou uma condição médica semelhante que limitem a destreza manual pode tentar usar escovas elétricas para facilitar a limpeza. O seu dentista pode recomendar outras técnicas e produtos para tornar a prática da higiene oral simples e eficaz.

Procure sempre orientação médica.

primeira página 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 última página

CSPM 2017. Todos os direitos reservados | Produzido por: Agência CS Digital